Participa Salvador e FACTEN entregam “Desafios para o PDDU”

Na última audiência pública para discutir o PDDU de Salvador, realizada em 19 de setembro de 2015, o Fórum A Cidade Também é Nossa e o grupo Participa Salvador entregaram formalmente à mesa diretora, composta por Silvio Pinheiro (Secretário Municipal de Urbanismo/Coordenador Geral do Plano Salvador 500) e Tânia Scofield (Presidente da Fundação Mário Leal Ferreira – FMLF/ Coordenadora Técnica do Plano Salvador 500), o documento “Fórum Participa Salvador – Desafios para o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano – PDDU”.

Este material é fruto do trabalho do Fórum a Cidade Também é Nossa e da equipe Participa Salvador realizado em 3 ciclos de oficinas presenciais, enriquecida por discussão em Fórum Virtual público. Trata-se de uma compilação de contribuições da sociedade civil para a discussão do novo PDDU de Salvador, entre os meses de abril e maio de 2015.

Seu conteúdo tem como base inicial as contribuições coletadas pela coordenação do Plano Salvador 500 durante o 1º. Ciclo de Oficina de Bairros. A intenção foi sintetizar as manifestações dos cidadãos presentes em formulação de demandas necessárias para a nossa cidade.

Dessa forma, propõe-se a utilização dos desafios trazidos neste documento como critérios importantes a serem considerados na elaboração dos produtos – intermediários e finais – do Plano Diretor, em sua forma e conteúdo. Estes produtos e os instrumentos legais derivados devem estar em consonância com os desafios, entendendo-os não como formulação final, mas como ponto de partida para uma discussão aprofundada e ampla sobre nossa cidade. A formulação dos desafios é a expressão de algumas das problemáticas essenciais a serem superadas no desenvolvimento estratégico do município e do contexto regional em que este se situa. Sua leitura nos solicita ordenar os pensamentos, focando no cerne das questões estruturais por trás das situações-problema.

Este trabalho é, portanto, uma pequena amostra – tendo em vista a pequena estrutura deste grupo, bem como o tempo bastante limitado – de como é possível ampliar o diálogo com a sociedade. Confira aqui o documento na íntegra, que em breve deverá estar disponível também no site do Plano Salvador 500.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *