Participação ainda é muito restrita, apesar dos avanços, diz professora Débora Nunes

Durante a oficina “Projeto de Lei do PDDU de Salvador – Reflexões Propositivas”, realizada pelo Ministério Público estadual, na última quarta-feira (20), o Participa Salvador conversou com a arquiteta e doutora em Urbanismo, professora Débora Nunes, que fez uma análise sobre o conturbado processo de participação popular conduzido pela Prefeitura na elaboração do Plano Diretor da capital.

Segundo a professora, especificamente na elaboração do PDDU de Salvador, a participação popular foi muito restrita, principalmente por falta de espaço político e por conta de uma metodologia inadequada e autoritária. Mas ela também aponta a falta de cultura de participação da sociedade civil, apesar dos grandes avanços que alcançamos em relação aos últimos anos. “Hoje (a participação) é algo da sociedade, algo real, uma demanda de todos”, diz.

Confira:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *