Equipe

A equipe técnica da Rede de Profissionais Solidários pela Cidadania, Movimento Vozes de Salvador e Fórum a Cidade Também é Nossa, doravante intitulada Participa Salvador, foi criada para acompanhamento do processo de elaboração do Plano Salvador 500 e da revisão do PDDU e LOUOS de Salvador e é composta por profissionais de diferentes formações e com histórico de lutas em defesa da cidade e da cidadania.

SUPERVISÃO PELO FÓRUM:
Ordep Serra / Antropólogo (agosto de 2014 a fevereiro de 2015)
Daniel Colina / Arquiteto (desde março de 2015)
Débora Nunes / Arquiteta e Urbanista

COORDENAÇÃO TÉCNICA:
Carl von Hauenschild / Arquiteto e Urbanista

ASSESSORIA URBANÍSTICA:
Henrique Azevedo / Arquiteto e Urbanista (agosto a maio de 2015)
Thaís Rebouças / Urbanista (agosto a dezembro de 2014)
Marina Teixeira / Arquiteta e Urbanista (desde janeiro de 2015)

COORDENAÇÃO ADMINISTRATIVA:
Paula Ribeiro / Bacharel em Humanidades (agosto a novembro de 2014)
Guida Schnitman Queiroz / Administradora (desde dezembro de 2014)

ASSESSORIA JURÍDICA:
Fernanda Gonzalez / Advogada (agosto a dezembro de 2014)
Jane Burgos / Advogada (janeiro a maio de 2015)
Felipe de Carvalho (de junho a julho de 2015)
Borges & Pimenta Advocacia (desde agosto de 2015)

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO:
Júlio Reis / Jornalista (agosto de 2014 a maio de 2015)
Ana Camila / Jornalista (desde junho de 2015)
Francisco Ribeiro / Jornalista (desde julho de 2015)
Fagner Barbosa / Designer (desde junho de 2015)

COLABORAÇÃO NAS ANÁLISES:
Chauana Araujo / Estudante de Urbanismo UNEB (agosto a maio de 2015)
Taiane Moreira / Estudante de Urbanismo UNEB
Thiago Magri / Estudante de Arquitetura UFBA
Juliana Fraga / Estudante de Direito UFBA (desde dezembro de 2014)

A marca do Participa Salvador foi criada pelo artista visual baiano Filipe Bezerra.

A equipe trabalha em parceria com o Fórum a Cidade também é Nossa. Este trabalho é custeado com recursos provenientes de termos de compromisso firmados entre empresas infratoras e a Promotoria de Habitação e Urbanismo do Ministério Público da Bahia, a título de compensação por danos à paisagem.

Os recursos repassados para prover o projeto serão geridos pela Rede com prestação de contas ao Ministério Público.

Contato pelo e-mail: participasalvador@gmail.com

* informações atualizadas em setembro de 2015.